sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Frio

_O que foi? Por que parou?
_...
_Seus dentes parecem bater forte...
_...
_Vamos, saia do lugar...
_...
_Por que o vermelho nos olhos?
_...
_E a fragilidade no olhar?
_...
_Para que essas benditas reticências?
_... Frio!
_Hmm... Pode ser medo.
_Há alguma diferença?
_Sim. O medo é frio, mas o frio não é medo.
_...
_E agora?
_... Fiquei preocupado...
_Com o quê?
_Com o frio. E se ele for medo?
_Ora, muito simples. Olhe para o céu. Se estiver fazendo sol, só pode ser medo.
_Não vejo o Sol.
_Eu vejo.
_Droga! Então é medo mesmo!

4 comentários:

Andréa Anuario disse...

Sem comentários...

Darini, o Valente disse...

Não imaginou que podia ser medo do frio?

[]s

Mateus Fedozzi disse...

Só minha personagem sabe. Ou, talvez, nem ela.

Andréa Anuario disse...

As "benditas reticências" sabem... Mas meu medo é frio, e tenho frio qdo estou com medo...